Loading...

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

ECOLOGIA AGORA É MODA




 Ecologia deixou de ser um assunto restrito a
entusiastas e cientistas. O tema muitas vezes
visto como árduo, no passado, agora ocupa as
manchetes de jornais e, até, as colunas sociais.

O que era chato ficou chique. Empresas,
mídia, governos, bancos, astros de Hollywood
e do Brasil passaram a discutir – com urgência –
como fazer para salvar o homem do aquecimento
global e melhorar a qualidade de vida na Terra.
A noção de sustentabilidade – desenvolvimento que
não compromete o futuro – começa a ganhar as ruas.

Goiânia tem o maior índice de área verde por habitante do Brasil e o segundo no mundo.
Goiânia dispõe de um bom número de parques municipais, entre eles o Flamboyant, o Vaca Brava, o Jardim Zoológico Lago das Rosas, o Areião, Bosque Botafogo, Jardim Botânico e o Bosque dos Buritis e  o parque Cascavél.

Mas os goianienses estão respirando fumaça, sobretudo proveniente dos escapamentos de automóveis. Estudos de universidades e outros realizados por órgãos ambientais apontam para a presença elevada de partículas poluidoras no ar da capital. Teste de medição de gases emitidos por automóveis, feito pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), resultou na reprovação de 55% da frota de Goiânia. A pedido do POPULAR, a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma) mediu na última sexta-feira a quantidade de fuligem emitida por ônibus do Eixo Anhanguera. Foi reprovada 20% da frota.
ONIBUS HÍBRIDO
Já é hora de pelo menos o Eixo Anhanguera ter o sistema de transporte coletivo através de onibus elétricos, a exemplo de outros países que já tem este tipo de transporte, dessa maneira diminuiria bastante a poluição no centro da cidade. E para diminuir o consumo de energia elétrica, colocaria a iluminação do Eixo Anhanguera à energia solar. Desta forma, Goiânia estaria amenizando o impacto sobre o ambiente e tornaria  a convivência social cada vez mais civilizada.

Nenhum comentário: